ESPERANÇA E FOCO 

Na quinta passada, o Cruzeiro foi derrotado pelo Fluminense no Maracanã pelo placar de 2 a 1. Num jogo em que o time carioca foi melhor, houve polêmicas na arbitragem e a constatação do reflexo da diferença dos investimentos das equipes em campo. Apesar das dificuldades, o time azul lutou bravamente e manteve acesa a esperança de classificação. 

O Fluminense teve ampla posse de bola e controle da partida, restando ao Cruzeiro as oportunidades dos contragolpes. A arbitragem não viu um toque de mão do goleiro Fábio fora da área e nem uma falta para expulsão cometida por André em cima de Adriano. Aliás, dois pesos e duas medidas: na expulsão do Geovane Jesus por falta, o VAR entrou em campo para apontar a conduta faltosa, o que não se repetiu no caso do André. 

Com um jogador a menos, o Cruzeiro empatou ainda no primeiro tempo. No início da etapa final, o Fluminense marcou o segundo. Daí por diante, o Cruzeiro cuidou de se segurar e também de perder boas chances de gol. É devido a essa postura de luta incessante que a torcida e também a equipe cultivam a esperança de que classificação venha no próximo dia 12, às 21h, no Mineirão. 

Na coletiva, Paulo Pezzolano, apesar do abatimento natural de uma derrota, enfatizou o espírito de luta da equipe, ressaltando que o foco do Cruzeiro este ano é o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Se vier a classificação para o hexacampeão da Copa do Brasil, ótimo: mais alguns milhões no caixa. Se não, o centro das atenções continua sendo a caminhada rumo à elite do futebol nacional. 

E essa caminhada continua perante o Sport, amanhã, terça-feira, às 21h30min, no Mineirão. A expectativa é de casa cheia mais uma vez. Pezzolano poderá contar com Neto Moura, jogador impedido de jogar a Copa do Brasil, cuja ausência foi bastante sentida na partida contra o Fluminense. Ronaldo estará presente no gigante da Pampulha para acompanhar mais esse jogo importante pelo Brasileirão da série B.

Por Edvano Lima

Rádio Novo Tempo Santa Luzia

Deixe seu Comentário